ELEIÇÕES 2020

Confira o patrimônio dos candidatos a prefeito de São Bento do Sul

Dados foram divulgados pelos candidatos ao Tribunal Regional Eleitoral. Patrimônio dos candidatos varia entre R$ 5 milhões e R$ 60 mil.

Redação
Foto: Reprodução - Joel santana Joelfotos por Pixabay

Os 6 candidatos que disputarão a Prefeitura de São Bento do Sul, nas eleições deste ano declararam, dentro do prazo, os seus respectivos patrimônios para a Justiça Eleitoral.

A declaração de patrimônio é obrigatória para quem disputa as eleições. O prazo para registro de candidaturas finaliza neste sábado, 26. Assim, já é possível começar a campanha nas ruas a partir de amanhã, 27. O primeiro turno das eleições será realizado no dia 15 de novembro, após ser adiado por conta da pandemia.


O mais rico dos candidatos é Ismael Becker do PSD com um patrimônio total de R$ 5.140.706,38. A lista de bens inclui:

  • R$ 2.885.553,53 Outros bens e direitos (inclusive R$ 1.091.553,53 em empréstimo para terceiros)
  • R$ 1.355.200,53 - Ações de empresas listadas na Bolsa de Valores e outros investimentos
  • R$ 447.944,50 - dois veículos
  • R$ 445.047,82 - saldos em conta corrente
  • R$ 6.960,00 - parte de um terreno


O segundo mais rico é o médico Antonio Tomazini (PSDB). Segundo informações do TRE-SC, ele tem um patrimônio de R$ 2.176.691,47. Em relação a 2016, o patrimônio de declarado aumentou pouco mais de R$ 100 mil reais. Na eleição que perdeu para Magno, Tomazini havia declarado R$2.066.563,38. A atual lista de bens inclui:

  • R$ 1.518.653,35 em terrenos, apartamentos e outros imóveis;
  • R$ 561.537,77 em investimento, conta corrente e dinheiro;
  • R$ 80.005,00 um veículo
  • R$ 16.495,35 em Quotas ou quinhões de capital (participação em empresas e cooperativa).

O terceiro da lista é Nivaldo Bogo do partido Podemos. Nivaldo declarou um patrimônio total de R$ 491.218,66. Na última eleição para vereador, Bogo declarou um patrimônio de R$333.315,93. Assim, houve uma valorização de quase R$ 158 mil reais. A nova declaração inclui os seguintes bens:

  • R$ 201.503,38 em investimento, conta corrente e dinheiro;
  • R$ 169.725,28 em terrenos;
  • R$ 119.990,00 um veículo

Na sequência em patrimônio está Edi Salomão concorrendo pelo partido PROS. Segundo informações do TRE-SC, ele tem um patrimônio de R$ 390.858,32. Em comparação com a declaração na eleição de vereador, Salomão viu seu patrimônio diminuir em quase 78 mil reais, pois havia declarado em 2016 o valor de R$468.521,72. A nova declaração possui:

  • R$ 280.624,37 em terrenos e outros imóveis;
  • R$ 49.628,95 em investimento, conta corrente e dinheiro;
  • R$ 60.605,00 um veículo

O atual prefeito, Magno Bollmann, concorre a reeleição como quinto em patrimônio. O candidato do Progressistas (PP) declarou um patrimônio de R$ 189.205,19. Segundo a declaração do candidato, praticamente não houve alteração no seu patrimônio nos últimos 4 anos. Em 2016, quando ganhou a eleição para prefeito, Magno declarou R$189.550,08, ou seja, seu patrimônio diminuiu R$ 344,89. A lista de bens atuais inclui:

  • R$ 116.671,36 em terrenos, apartamentos e outros imóveis;
  • R$ 2.266,77 em investimento numa linha telefônica;
  • R$ 45.000,00 um veículo
  • R$ 25.267,06 em Quotas ou quinhões de capital (participação em empresas e cooperativa).
  • Nenhum saldo ou conta corrente foi informado.

Por último, aparece o candidato Tadeu do Nascimeto do PT. Ele declarou apenas um veículo Eco Sport de valor R$ 60.000,00 o candidato também não declarou nenhuma conta corrente ou valor em espécie. Em 2016 o seu patrimônio era levemente maior, quando declarou R$67.783,92 para a justiça eleitoral.

Os candidatos, assim como nas declarações de imposto de renda, sempre devem declaram o valor de compra dos investimentos. O valor atual do patrimônio pode ser diferente devido a valorização ou desvalorização de cada item.




Banner-Jornais-Unidos-Pela-Vacina-180-x-210-px.png

anuncie_aqui.jpg

TM JORNALISMO LTDA. | (47) 3644-9395

Rua Otto Dettmer, 40, Bela Vista, Cep 89295-000, Rio Negrinho/SC

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Jornal do Povo