Saúde faz balanço sobre o crescimento de coleta preventiva deste ano

06 Novembro 2018 09:10:00

Apesar do crescimento pela procura, o alerta ainda continua que seja realizado os exames

Fabiano Kutach

Atrás somente do câncer de mama e colorretal, o tumor no colo do útero é o terceiro mais frequente no Brasil, com estimativa de 16,3 mil novos casos a cada ano, segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca). Ainda representa o quarto motivo de morte de mulheres por câncer - o que alcançou cerca de 5,4 mil óbitos em 2013. Como forma de barrar dados alarmantes como esses, a Secretaria de Saúde de Rio Negrinho realizou ação especial em Outubro, ampliando o horário de atendimento para as mulheres, e alcançou cerca de 40% dos números de coleta. 

Segundo a Secretária de Saúde Maria de Fátima Mendes Afonso, esse dado positivo é resultado de um trabalho engajado realizado nas unidades de saúde e de uma maior conscientização sobre a importância dos exames. "Estar preocupada com a saúde e realizar os exames regularmente é primordial para qualquer pessoa. Todo esse trabalho serviu para desmistificar a doença, pois quanto mais falamos, mais saberemos lidar e mais encontraremos apoio", ressalta. 

Com intuito de auxiliar a campanha do Outubro Rosa, as unidades de saúde ainda realizaram coletas de preventivo visando a assistência médica diagnóstico precoce em horário ampliado. A ideia surgiu para dar mais oportunidade para as mulheres que não conseguem se deslocar até os postos no horário normal de atendimento. "Sabemos a importância dos exames na vida de uma mulher e buscamos ampliar esse horário justamente para aquelas mulheres que trabalham, que assim tiveram um horário a mais para realizar a coleta do exame", explica. Para isso, os postos de saúde atenderam, conforme o cronograma de cada um, as quartas, quintas e sábados. "Nosso trabalho de coleta ainda continua. Além do atendimento normal dos postos de saúde, haverá atendimentos em horários ampliados uma vez ao mês", lembra. Eles ocorrem sempre na última quinta-feira do mês até as 19h, com exceção do bairro Jardim Hantschel, que acontece no horário de almoço, e no São Pedro é quinzenalmente nas quarta-feiras, das 13h às 17h. 

Apesar do crescimento no número de coletas, o alerta ainda é reforçado para aquelas que não realizaram o exame. "Estamos contentes com o resultado. Mas analisando com número de mulheres que vivem no município, ainda é preciso melhorar. Reforçamos que a coleta pode ser feita o ano inteiro, não apenas no mês de conscientização", conta. Para isso, basta ir até a unidade de saúde mais próxima com o cadastro do SUS e um documento pessoal. 

Importância dos exames na saúde da mulher 

O exame preventivo atua no diagnóstico de uma série de irregularidades no aspecto das células do colo uterino. Este exame é tido pelos médicos como a principal estratégia para se obter o diagnóstico precoce de lesões cancerígenas no colo do útero, antes mesmo que o quadro evolua o suficiente para externar sintomas notáveis. Além de agilizar o tratamento de um câncer, o exame auxilia no diagnóstico de outras questões, como: alterações no colo do útero ocasionadas pelo HPV (lesões internas); infecções e inflamações vaginais e doenças sexualmente transmissíveis que não manifestam sintomas externos 

Segundo o Instituto Nacional do Câncer (Inca), a maior taxa de mortalidade entre as mulheres deriva do câncer de mama. Contudo, é preciso saber que, quando diagnosticado cedo, as chances de cura, de acordo com a Sociedade Brasileira de Mastologia (SBM), são de 95%. É por isso que práticas como fazer os exames regularmente, conhecer os principais sintomas de câncer de mama, aprender a executar o autoexame dos seios e fazer a mamografia são fundamentais para se prevenir dessa doença. 

Novembro azul 

Dados do INCA ainda apontam que o câncer da próstata é o segundo mais comum entre homens, ficando atrás apenas do câncer de pele. Em 2017, cerca de 6.149 trabalhadores foram afastados em decorrência do desenvolvimento da doença no país. Para driblar situações como essa, a Secretaria de Saúde vem alertando a população sobre a importância do exame. "Novembro é um mês de total alerta para prevenção. Justamente porque ainda há muito preconceito do homem de ir até o consultório médico fazer os exames", lamenta Fátima. Segundo a secretária, os números no municípios vem preocupando as unidades de saúde. "Muita coisa pode ser evitada se esse medo for deixado de lado, por isso pedimos que procurem seu médico e deixe esses exames em dia", alerta.



selo 12 anos.png


Edição Impressa



anuncie_aqui.jpg

TM JORNALISMO LTDA. | (47) 3644-9395

Rua Otto Dettmer, 40, Bela Vista, Cep 89295-000, Rio Negrinho/SC

Copyright © 2011. Todos os direitos reservados | Jornal do Povo